segunda-feira, 25 de março de 2013

Mosquito da dengue: um personagem buziano - Figuraça da semana




Esse mosquito conseguiu colocar a cidade entre os primeiros lugares do ranking da epidemia no estado do Rio de Janeiro e já abala a ‘Saúde’ de Búzios. O poder desse insteto é tão grande que fez com que o prefeito André Granado batesse na mesa, e instalasse, no Hospital Municipal mesmo, seu primeiro ‘gabinete de crise’. 

Um gabinete de crise é criado quando uma situação está fugindo ao controle e precisa de uma intervenção para que o quadro não evolua e torne a situação irreversível. A epidemia de dengue, mais a falta de médicos e o eterno problema no atendimento no hospital já rende desgaste para a secretária de Saúde, Luiza Carvalho, que parece não ter encontrado ainda o ‘foco’ do problema que afeta a Saúde no município.


Viver sem leis, utopia ou verdade?















Muitos jovens hoje se sensibilizam com a ideia de um mundo sem leis, usam argumentos de Países que liberaram as drogas e hoje o índice de drogas é menor do que o que temos no Brasil. Vamos tentar entender melhor esse fato com uma visão mais ampla. 

Países como a Holanda, tem um índice de educação melhor do que o Brasil, onde liberar a droga para um povo mais culto e educado, não afetaria o país com esse problema, mas veja bem, liberar o Brasil para ter drogas, um País onde não temos educação e jovens matam para ter drogas é liberar o armamento para todos. 

O argumento de que muitos usam pois é proibido é verdade, disso não discordo, mas vamos falar em quantidade, a maioria que usa é porque não tem educação ou se tem, não tem estrutura familiar adequada. 

O X da questão nesse caso é viver em liberdade ou fazer leis? Eu sempre ouvi falar que “Sem lei não há paz”, mudando o contexto de liberdade pessoal para liberdade social, se assim posso falar, isso significa o que Kin? Significa que: “Imagine que Búzios não tenha a lei de que possa construir casas apenas com 2 andares.” Seriamos uma cidade quente, abafada, igual tantas outras, pois o número de prédios cresceria alarmantemente.

Ouvi ontem uma garota dizer que a casa dela tem três andares, a lei foi suficiente para que isso não acontecesse ? Ok, não foi suficiente pois a fiscalização não foi eficiente, o que de fato ocorre, mas a lei inibe muitas gente de não fazer e dá direito da prefeitura agir perante esse erro cometido. Falar de um modo geral que a lei não muda em nada, é errôneo, pois a quantidade de prédios seria gigantesca em Búzios, fatos isolados acontecem em todo o mundo e não podemos generalizar. 

Sem lei, o Joãozinho que ama pescar, vai para o mar todos os meses, imagina se não houvesse defeso? Ahh, mas isso vai da consciência de cada um. Óbvio minha fia, mas a utopia de não ter lei em um País que não sabe nem cumprir leis tornaria o povo libertino, mais do que já é.
Vamos tentar ser mais sensatos ao defender bandeiras e ideias, é tudo muito lindo ser anarquista, viver um sonho de mundo perfeito, mas voltamos para a nossa realidade, o ser humano não pode ser livre de leis, ele pode sim ser livre de se expressar e agir até certo ponto que não fira seu próximo.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Na gestão Claudio Mendonça, Niterói não atingiu as metas do Ideb

O Globo - caderno Educação
Publicado: 21/08/12

Notas das escolas municipais e estaduais apresentaram desempenho considerado fraco, apesar do PIB

RIO - A estudante Thaís Junger Roseira, de 8 anos, foi na segunda-feira à escola, mas não conseguiu estudar. Aluna da Escola municipal Padre Leonel Franca, ela precisou voltar para casa por falta de professor. Seu colégio, no bairro Santa Rosa, é um sinal de como está a educação pública em Niterói. Apesar de ter o quarto Produto Interno Bruto (PIB) do estado, com R$ 10,8 bilhões, o município não traduz tantos recursos em excelência de ensino. Os resultados recentes do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) não deixam dúvida.

Do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, a nota da rede municipal não subiu em relação à última avaliação: ficou estacionada em 4,6. Assim, a meta de 4,7 não foi atingida. Do 6º ao 9º ano, o índice caiu de 3,8 para 3,7. A meta de 4,3 ficou longe.
— A escola tem poucas salas para muitos alunos. Às vezes, minhas filhas ficam sem aula — diz Simone Junger Roseira Malaquias, mãe de Thaís.

A unidade teve o pior Ideb nos anos iniciais do ensino fundamental na rede municipal de Niterói, com 2,7.

— As salas são muito cheias e os professores não conseguem dar atenção aos alunos — reclama a costureira Liliane Ferreira, tia de um aluno do 1º ano.
Já a Escola Municipal Júlia Cortines, em Icaraí, é uma exceção: atingiu o índice 6,2 no Ideb. Pela segunda vez, a unidade ficou em primeiro lugar na rede municipal de Niterói, nos anos iniciais do ensino fundamental. Diretora da escola desde 2005, Ivana Schelck do Nascimento, diz que o diferencial é a relação estreita dos funcionários com os pais, além da cobrança de conteúdo:

— Nossa meta é alfabetizar o aluno no 1º ano. Português e matemática são valorizados desde o início. Além disso, temos reuniões com os pais. A educação começa na família. Os pais querem uma educação melhor do que eles tiveram. Por isso, valorizam a escola.

A rede estadual também apresentou desempenho fraco em Niterói. Do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, as escolas conseguiram um Ideb de 4,1. A meta era 4,7. Do 6º ao 9º ano, o índice foi 3,1 (a meta era de 3,7). A secretaria e a fundação Municipal de Educação de Niterói disseram em nota que “para os anos iniciais, a avaliação é positiva, pois se encontra dentro da referência nacional para 2011”, embora o índice ainda não seja satisfatório.

Link para materia
http://oglobo.globo.com/educacao/educacao-de-niteroi-nao-atingiu-as-metas-do-ideb-5849308

domingo, 10 de março de 2013

Reage Turismo

"Se até hoje faltou à Secretaria de Turismo orçamento necessário para a execução de uma modesta campanha no mercado brasileiro, este problema aparentemente não existe, visto que a mesma dispõe de orçamento de cinco milhões de reais para este ano"

.......................................................................................................

Publicado na última edição do O Perú Molhado


Isac Tillinger
Ao contrario de muito dos meus pares, acredito que a redistribuição dos royalties com os demais estados não produtores são favas contadas, e os ricos recursos distribuídos às prefeituras sofrerão uma redução considerável. Administrar Búzios sem os recursos hoje repassados, vai se tornar uma missão que irá requerer dos administradores atuais um bom nível de profissionalismo e rigor nos gastos públicos. No nosso caso o caminho é de fácil entendimento. Não temos outra fonte de receita que não seja a atividade turística, e aí é o 'xis' da questão. 

 Não se trata aqui de cobrar realizações de um governo de tem pouco mais de dois meses de exercício, isso seria uma incoerência de minha parte. Agora o que podemos, e devemos cobrar da equipe da Secretaria de Turismo, é uma proposta clara de nossos rumos. Se não deu tempo para executar ( o que é obvio), já passou do tempo de apresentar ao empresariado buziano, quais são os nossos projetos de curto, médio e longo prazo para a atividade turística. 

As medidas de repressão adotadas na organização do turismo foram bem vindas, mas representam quase nada. Tivemos uma temporada marcada pelo turismo de vizinhanças ( com todo o prejuízo que representa este publico), uma ocupação decadente na hotelaria e baixo tíquete médio no comercio em geral. Faz-se necessário com urgência um plano de marketing de guerrilha para enfrentar a baixa temporada. Sem duvida o mercado nacional deverá ser o alvo prioritário destas ações. Se até hoje faltou à Secretaria de Turismo orçamento necessário para a execução de uma modesta campanha no mercado brasileiro, este problema aparentemente não existe, visto que a mesma dispõe de orçamento de cinco milhões de reais para este ano, devidamente aprovados e alocados dentro do orçamento municipal. 

Vale salientar que esta importância é maior que o orçamento da SECTUR nos últimos quatro anos. Entendo que os atuais dirigentes não são experts em turismo, o que por si só já é um problema. Mas temos que supor que o turismo não sendo sua especialidade, seria de bom tom assessorar-se com pessoas do ramo, e mostrar que realmente ser gestor é alocar pessoas no lugar certo e a partir dai impulsionar o turismo de forma adequada. 

Durante vários anos mantivemos estreito contato com as associações empresarias notadamente o BCVB (Convention Bureau), AHB e APB, que resultaram, embora modestamente, em avanços no turismo local. Tá na hora de todo mundo se juntar e discutir um projeto de venda do produto Búzios. O empresariado sabe o que quer, faltam-lhe recursos e vontade política. Deixemos o ego de lado por um momento, Um pouco de humildade não faz mal a ninguém.


sábado, 9 de março de 2013

Mais 'Educação', secretário!

Amigos vocês não vão acreditar. Aqui em Búzios, região Sudeste, em pleno século XXI, tem um vereador que defende, a plenos pulmões, o clientelismo da indicação política para professor de sala de aula! Quem não é daqui já tem um motivo a mais para visitar a cidade. Além de suas belíssimas praias, a cidade ganhou mais uma atração. É muito insólito. Estou curioso para saber o que o MP e o TCE farão diante de uma figura dessas.

Claudio Mendonça (Secretário de Educação)


Cena que está se tornando comum: estudantes voltam para casa por falta de professores. Mães de alunos também reclamam da merenda em algumas escolas. Foto: Facebook

Este já é o terceiro post deste blog iniciado com aspas do mesmo personagem, e observem,  todos os comentários seguem no mesmo tom. Bom para os leitores avaliarem o nível atual da relação entre o secretário Claudio Mendonça e o vereador Felipe Lopes, que seguem trocando ataques como fazem alunos em sala de aula ao lançarem bolinhas de papel um no outro, sem que haja intervenção do professor para encaminhar os dois - especialmente o secretário - à direção para correção e disciplina. Mas ao que tudo indica, falta o professor, o mestre para esta atitude!

Bom seria se toda população pudesse ter acesso ao que estamos vendo desde que o secretário de Educação decidiu interagir com os internautas e transformar a Educação de Búzios neste início, numa crise política entre um membro do governo e do legislativo. Assim a cidadã que reclama na última edição do jornal O Perú Molhado, (veja comentário abaixo) que seu filho comeu como merenda "apenas uma maçã" poderia ver com mais clareza porque a educação de Búzios em 2013 ainda não reagiu. 

A intervenção do secretário nas mídias sociais tem sido um desastre, não dá para entender como alguém ainda não o aconselhou a focar mais em seu trabalho, que por si só já é uma tarefa hercúlea, e deixar para a sua assessoria a tarefa de se relacionar com o público na internet. O secretário insiste em seguir na direção do que tem sido comum em suas falas: o sarcasmo e a ironia, o que só faz 'atiçar' os ânimos e aumentar a sua rejeição como secretário. 

Quanto ao conflito, que já tem caráter pessoal, das duas uma: ou o prefeito orientou o secretário a "peitar" o vereador Felipe Lopes para levá-lo ao desgaste político, ou a situação está completamente fora do controle. Veja abaixo alguns comentários pinçados durante a semana e avalie se não é a hora do prefeito dar um basta nesta situação e colocar ordem na casa.


........................................................................................................................................



Secretário por que o Sr. não se defende das acusações ao invés de levar o Embate pro lado Pessoal?


Bruna Carla ( Facebook)


O Dr. André beijou as crianças na campanha, e mal começou o mandato e o ano letivo, e já está essa palhaçada. Isso é uma vergonha! Como as crianças vão ter condições de estudar com apenas uma maçã na barriga? Eu liguei para a escola e me disseram que os problemas estão ocorrendo porque o colégio está sendo dedetizado. Eles tiveram o período todo de férias para fazerem isso e vão fazer justo quando começa as aulas? Só acredito em vocês do jornal para expor essa situação revoltante.

Andrea Torres (O Perú Molhado)


As escolas do centro, os estudantes estão todos saindo agora também, inclusive minha filha de 8 anos não teve aula hoje e nem terá amanhã. O que está acontecendo? Alguém poderia me responder? Por favor!!!! Antes que eu comece a falar coisas que não quero. 

Carol Bolos (Face Book)



Minha filha estuda na escola Nicomedes no turno da tarde, hoje ela foi e retornou sem ter nenhuma aula, nos outros dias tem saído as 14:30, se não me engano, só uns dois dias no máximo após o inicio do ano letivo teve todas as aulas. Cadê os professores, cadê os livros escolares??? Quero ser informada do que está acontecendo, algum de vocês por gentileza poderia me explicar? Secretaria de Educação , Sr. Secretário de Educação Cláudio Mendonça e V. Ex.ª Prefeito Doutor André , Reage Búzios!

Ana Tardelli (Facebook)


(...) sinceramente não dá pra assistir o cara querer aprovar moção de repúdio porque eu simplesmente cumpri o que determina a Constituição do nosso País. Mas muitos vereadores estão a nosso favor! Há esperança!

Claudio Mendonça (Secretário de Educação)


Bom... como o secretário de educação de Búzios me excluiu no facebook antes que eu pudesse responde-lo, vou ter que fazer por aqui mesmo.

Senhor CLÁUDIO MENDONÇA o senhor ESTÁ secretário na minha cidade e por esta razão É MEU FUNCIONÁRIO uma vez que SOU EU QUEM PAGO SEU SALÁRIO, através dos meus impostos. Sendo assim tenho todo direito de expor minha opinião em relação a seu trabalho. 

Quanto as suas reclamações de xenofobia .. mencionando até mesmo artigos da Constituição, quero te dizer que sou totalmente contra a esse tipo de atitude. Acontece que, um prefeito é eleito para defender e lutar pelos seus munícipes e me parece que você não entendeu isso ainda. Entenda que o seu salário vem dessa cidade, são os buzianos quem te pagam atualmente! A propósito, é verdade que o senhor foi candidato a vereador na sua cidade, perdeu e está trazendo seus eleitores para trabalharem aqui?? O senhor também trabalha com empreguismo??

Rafaella Souza (Face Book)


Tem muita gente de fora trabalhando aqui e bons profissionais que fizeram um ótimo trabalho pela educação desta cidade, que se esforçaram para concluir sua faculdades e estão buscando continuar estudando para uma qualificação melhor que estão desempregados.

Juliana Arantes (Face Book)



Mentira sua Juliana. No processo seletivo tivemos 30% de pessoas de Búzios inscritas e 62% APROVADAS!!!!!!!!! Em 2012, com o modelo das indicações políticas tinha era MUITA gente de CABO FRIO sabia? Já achei mais de 20. Se quiser eu amanhã publico os nomes.


Claudio Mendonça (Secretário de Educação)

Gente esse homem precisa ser internado. Vejam palavras dele em um debate com outras pessoas. "A questão não é ser daqui ou não. A Constituição Brasileira proíbe a discriminação de brasileiros. Essa regra vale tanto para o concurso quanto para o processo seletivo. O que havia antes era um sistema de indicações que somente tinha acesso quem era apadrinhado." Ele que veio de Niterói após uma eleição caótica em que recebeu 623 votos... após ter sido trazido para o nosso município apadrinhado pelo Sr. Dr. Prefieto e uma legenda política PSC... fala sério Sr. Secretário, a sua pessoa deve estar querendo brincar com minha inteligência.

Sonia Silva (Face Book)

Este sr. Claudio Mendonça precisa saber que aqui tem pessoas dignas, e que não precisamos de tiranos no poder. É melhor voltar para Niterói de onde não deveria ter saído.

Glaucilene Chaves (Face Book)



segunda-feira, 4 de março de 2013

Nota vermelha! Notinhas do Forrest Bumb



24 de janeiro de 2013

"Vamos introduzir na Rasa o ensino médio profissionalizante. Vamos levar uma série de ferramentas para o povo da Rasa. (...) Estamos levando para Rasa a partir o dia 18/2 o ensino médio profissionalizante."


Prefeito André Granado em entrevista à jornalista Iva Maria na Rádio Estação 104 fm

........................................................................................................................

Nota vermelha
Dizem não haver mais clima para a permanência do secretário de Educação, Claudio Mendonça, à frente da pasta da Educação de Búzios. O nível de desgaste que o secretário alcançou em pouco mais de 60 dias no cargo, é desproporcional à sua sustentabilidade política. Atribuem, não somente ao seu comportamento altivo e até certo ponto intolerante, como se mostrou nos últimos dias diante das contestações e críticas ao seu programa de seleção de professores, mas também no que diz respeito ao não cumprimento de metas estabelecidas pelo próprio prefeito, uma delas, a implantação do ensino médio profissionalizante no Cemei (antiga Fundação Bem te vi) na Rasa, prometido pelo prefeito para o mês de fevereiro e até agora não concretizado.

Praia dourada
Vejam quanto vai custar para que as nossas praias fiquem limpas. A micro-empresa Quadrante Construções e serviços Ltda - ME, vai receber da prefeitura, através de dispensa de licitação, nada menos que R$ 710.757,66 para realização de catação, varrição e transporte de lixo de praias por seis meses. São quase de 120 mil reais por mês. Para se ter uma ideia,  no governo anterior gastava-se para este serviço um pouco mais de 47 mil reais por mês. Desse jeito é melhor deixar o vento leste fazer esse serviço. Vai ficar mais 'limpo'.

Turismo náutico X Esportes náuticos
Este é mais um caso de redundância administrativa - se é que se pode chamar assim - no governo municipal para "arrumação" política e acomodação de nomes com funções ainda não definidas entre si e seus integrantes. De um lado, José Wilson, (Coordenador de turismo náutico) que pleiteou a pasta da Cultura durante todo período pós eleição e foi convencido, ou, vencido, pelo grupo de Mário José Paz que indicou o secretário, Alexandre Raulino. De outro lado, Ricardo Braga (Kakado) que esteve no comando durante todo o governo Mirinho Braga, do mesmo cargo que ocupa atualmente: Gerente de esportes náuticos.


José Wilson, coordenador de turismo náutico, um dos responsáveis pelo sucesso do evento da secretaria de esportes. Foto: Filmers 9900


Turismo náutico X Esportes náuticos 2
Na denominação dos cargos a questão parece resolvida: Esporte e Turismo. Mas na prática, os personagens ainda não assimilaram muito bem suas funções. Especialmente José Wilson, que em seu cargo no turismo, já passeou pela Cultura, com o Roteiro histórico e agora navega no esporte, com o evento de velas: típico de quem ainda busca um espaço definido dentro do governo. No último final de semana, durante o campeonato mundial RSX de vela, José Wilson circulava com desenvoltura como coordenador do evento esportivo.

Quem é ele?
Parece que Ambos, o secretário de Esporte, Thiago Costa e o coordenador de turismo náutico, José Wilson ainda não foram apresentados formalmente: um não sabe da existência do outro. Ao ver José Wilson dando coordenadas aos funcionários do evento esportivo, o secretário teria soltado a pergunta: "Quem é este?"

Do outro lado do balcão
André Jorge da Silva, responsável pelo perfil do Facebook "Acorda Búzios", que até outubro de 2012 publicava todo tipo de irregularidade na cidade, é o mais novo membro da comunicação social da prefeitura. O repórter/fotógrafo que só usava lente "grande angular" (usada para grandes distâncias) agora pode usar a "macro" para captar detalhes. Boa sorte!


Janio Melo
O presidente da Alerj e futuro conselheiro do TCE, Paulo Melo, já olhou à sua volta e não viu outro candidato que possa se enquadrar melhor no perfil para receber seu apoio, que não seja o deputado Janio Mendes. Não demora muito e o príncipe nomeia Janio como seu sucessor.

Silas Bento é buziano
Búzios ganhou mais um morador ilustre. O vice-prefeito de Cabo Frio, Silas bento acaba de comprar uma mansão na Marina Porto Búzios, - algo em torno de 350 mil reais - quase ao lado de outro ilustre morador, o ex-candidato a vereador Ricardo Valdívia. Pelo jeito, Alair Correia já prepara seu projeto de expansão política para Búzios. Primeiro Silas Bento, depois, Toninho Correia.



A sede da sub-prefeitura de Maria Joaquina é mais bonita que a da prefeitura de Búzios


Toninho Correia 2016
Alair Correia promete um show para Maria Joaquina. Já falou: "Vou transformar aquele patinho feio numa princesa". Veja na foto, a sede da sub-prefeitura daquele bairro, não ficou chique? O próximo passo será criar uma agenda de visitas diárias para Toninho Correia, seu pré-candidato a prefeito para Búzios em 2016.


Papo Jovem: Cadê os cursos profissionalizantes?


Juventude Buziana, não sonhe com migalhas, sonhe alto, mas além de sonhar, lute!
..........................................................................................................................................


Espero que todos os nossos leitores estejam bem, hoje falaremos como já dito anteriormente sobre a falta de estudo em Búzios, assunto este que ouvimos falar durante bastante tempo. 

Nesses dias, um vereador usou a tribuna da câmara de vereadores para falar que na nossa cidade hoje em dia tem mão de obra, tem gente com estudos e que de fato muitos empresários e até a prefeitura prefere pegar mão de obra de fora, o que vamos e convenhamos, é errado! 

Eu vejo jovens empenhados estudando em Cabo Frio, pois aqui não temos faculdade; Parabenizo-os, pois pegar um ônibus da salineira, ficar às vezes uma hora dentro do ônibus com gente catingando ou ainda por cima ouvindo som de pessoas que não usam fone de ouvido e muitos destes ainda precisam trabalhar, é coisa pra guerreiro! 

Os Buzianos estão estudando, estão se profissionalizando, mas vamos e convenhamos, falta alguns cursos profissionalizantes e mais empresas na cidade. No sul, em algumas localidades, prefeitos liberam lotes para construção de empresas por preços irrisórios, gerando mais empregos na cidade, o que pode ser estudado pelo novo prefeito, não acham? Ainda mais se essas empresas forem "além pórtico". 

Hoje em dia, se você manda um currículo na cidade, a maioria de emprego gira em torno de prefeitura ou hotelaria/turismo. O que é muito bom, mas tem gente que sonha em ter outra profissão além dessa e tem que se deslocar para outras cidades para realizar sonhos. 

Fica para reflexão de novas ações dos cidadãos Buzianos e da prefeitura (se chegar a ler o texto), fica principalmente para a juventude Buziana, não sonhe com migalhas, sonhe alto, mas além de sonhar, lute!